Operadora vs Provedor Local

Conheça os 3 Principais Diferenciais na hora da seleção do seu fornecedor de Internet

Conheça os 4 Principais Diferenciais na hora da seleção do seu fornecedor de Internet


Qual gestor de TI nunca sonhou em contratar um “baita serviço” de uma Operadora para atender as demandas da sua empresa ?

Mas qual a diferença entre contratar uma Grande Operadoras ou um Grande ISP Local ?
Quais aspectos considerar no momento da seleção de um Provedor Local ?

Neste Post vamos esclarecer estes pontos para que você tenha mais certeza sobre qual serviço contratar no provedor correto, seja uma ISP Local ou uma Operadora de Telecom.


1. Recursos Tecnológicos



O que um Provedor Regional pode oferecer que uma Grande Operadora não é capaz de ofertar ?

Esta é a primeira pergunta que qualquer Gestor de TI se faz ao considerar os prováveis fornecedores de serviços de conectividade.

Entender, na prática, os diferenciais de cada segmento é fundamental para contratar os serviços com características adequadas, especialmente a respeito da segurança e tempo de resposta em caso de problemas.

Uma grande operadora, com certeza transmite mais confiança pelo nome e porte e isso é uma realidade. Obviamente todos os recursos teoricamente “de ponta” são o melhor argumento da área comercial.

Mas existe um fator muito importante onde o Provedor Regional se destaca neste quesito: A Resiliência contra falhas de operadoras.

Normalmente um Provedor Local possui Trânsito IP com mais de uma operadora. Isto significa que o tráfego de internet não depende de apenas um backbone mas de dois ou mais e isso é um fator decisivo no momento da avaliação, pois duas operadoras até podem falhar ao mesmo tempo, em uma situação que conhecemos como “massiva”, em que os meios de transmissão de ambas sofrem degradação porém, com exceção deste cenário, a existência de mais de uma “saída” no Backbone IP de um Provedor é sinônimo de maior segurança na operação da sua empresa.


2. Tempo de Resposta


“Tempo é Dinheiro”… e cada segundo online ou offline conta !

Em casos de falhas, quando a sua empresa tem os serviços de conectividade interrompidos e toda a cadeia de dependência desses serviços é afetada, não é nada agradável cair um uma longa fila telefônica, conversar com um Robô, receber um número de chamado e, só então poder relatar a alguém o que, de fato, está acontecendo.

Este registro de insatisfação não é incomum quando ouvimos clientes de grandes operadoras. Mesmo que haja um Gerente de Contas responsável por agilizar todo o processo, conseguir falar com essa pessoa não é uma tarefa fácil e, por vezes, impossível quando é necessário.

Este é mais um ponto positivo para o Provedor Local que possui uma equipe de suporte muito mais proativa, justamente em função do seu tamanho reduzido e do portfólio de clientes ser inferior ao das “Grandes Teles” e isso permite ao time de NOC acompanhar mais de perto todas as demandas e chamados, oferecendo aos clientes um atendimento mais próximo e com um tempo de resposta muito menor em casos de falhas, dúvidas ou problemas.


3. Tecnologia

Este é um fator fundamental no momento da seleção. A gente não tem muito acesso ao backbone das Operadoras para confirmar quais tecnologias estão utilizando para nos atender e talvez, mesmo que tivéssemos, faltaria conhecimento técnico adequado para avaliar, mas temos por premissa que a infraestrutura de transmissão, backbone e última milha não são de tecnologia inferior e o próprio contrato que eles nos apresentam faz referência a um tempo de disponibilidade que só pode ser alcançado com bons equipamentos e infraestrutura.

Mas estudar isso antes de considerar a contratação de um provedor local é fundamental para não errar na seleção.

Exigir um SLA (Service Level Agreement ) adequado e até similar ao das Operadoras e, se possível fazer uma visita à estrutura do Provedor Local para comprovar a veracidade e qualidade da sua estrutura é uma boa prática e recomendável para que, com o gestor, você esteja mais seguro e, enquanto cliente, faça a seleção adequada.

Os ISP (Internet Solution Provider) de cada região têm recebido muito incentivo das grandes industrias de equipamentos e tecnologias para Internet que visam viabilizar a construção de redes IP mais robustas e, claro, tão robustas quanto as das Operadoras, o que coloca um Provedor Local no mesmo patamar, com as vantagens de menor tamanho e maior capacidade de mitigação de problemas do cliente e dentro da sua própria base.


4. Orçamento


Quanto a sua empresa quer investir ?

OS Provedores Locais, além de contratarem Trânsito IP com mais de uma Operadora, o que já os coloca à frente em questão de resiliência, compram uma quantidade enorme de Banda IP, mesmo para os padrões de grandes empresas.

Isso tem como objetivo:
1. Manter o seu Backbone abastecido com reserva de banda, pois, banda sobrando é sinônimo de qualidade para o cliente.
2. Reduzir o preço por Megabit contratado, já que quanto maior é a compra, naturalmente, menor é o preço e a finalidade disso é oferecer um preço competitivo aos clientes, além de possuir poder de negociação, incluindo outros produtos ou serviços com preços agressivos.
3. Possuir portas dedicadas com operadoras, evitando o compartilhamento e sobrecarga da porta utilizada, refletindo diretamente na qualidade do serviço prestado aos clientes.

Essa estratégia coloca os Provedores Locais em uma posição muito competitiva em relação às Operadoras no quesito Preço.
Contratar um ISP Local, além de mais seguro deve ser, via de regra, mais barato.


Quer saber como a UPNETIX pode ajudar a sua empresa a contratar o melhor serviço de internet para a sua empresa ?
Entre em contato conosco !
Telefone: +55 (92) 3029-5100
e-mail: comercial@upnetix.com.br
Site: upnetix.com.br

Internet Residencial para sua casa: https://upnetix.com.br/casa/